Foto de G Berndt. Carros de boi na serra da Mantiqueira.

Autora:

Jansy B S Mello

O enxame das belezas

Durante suas férias meu vizinho contratou um caseiro que criava canários e pendurou diversas gaiolas na parede que ficava próxima à uma das janelas da minha casa.
Cedinho já começavam os pipilos e chilreios numa maviosa cantoria que em breve começou a me exasperar. Como era possivel que uma pessoa se irritasse com o canto dos pássaros? Ela devia estar doente…
Mas é que não eram mais os solistas ocasionais que se apresentavam briosos, os sabiás e bem-te-vis da vizinhança. Era um coro completo! E eu me vi transformada nessa pessoa enjoada que se zangava com meras avezinhas!
Hoje algo parecido se passa comigo e a magia do universo que desabrocha na minha minha frente, real ou virtualmente. Tem pôr-de-sol demais, fotografias de paisagens refletidas nos lagos e florações em demasia, mais aves e insetos de todas as cores, no céu noturno, apaixonantes cliques da via láctea e das auroras.
Músicas então…belíssimas. Poemas. Sábios conselhos.
Tudo maravilhoso… mas euzinha, chata, perplexa e atordoada pelo enxame destas belezas.

Nota: Eis o rumo reprimido das minhas associações. Porque tentei evitar usar o título de um livro que comprei e não li, “The embarassment of riches”, decidi-me por uma licencinha poética: “o enxame das belezas”. Pois só depois vi que a escolha do “enxame” se inspirava no próprio nome do autor, Simon Schama. O inconsciente é outro deslumbramento!

Retomando: Luz demais ofusca e também a beleza pode ser demais. Mesmo sem seguir o triste destino da personagem interpretada por Sarah Miles ao abrir uma janela e ver a sorridente paisagem africana e que, há mais de dez anos, não me saiu da cabeça. Pois assim exclamou Alice de Janze: “Oh God, not another fucking beautiful day!”

Se não fosse o Google, outra paixão minha, eu não chegaria até a citação acima, nem saberia o nome da mulher que a redigiu. Aqui é só coincidência ou Ironia: também o nome dela chama e evoca o meu…

Os canários mudaram de casa com a saída do caseiro. Os dias da minha janela, mesmo em plena tragédia da pandemia, têm sido lindos mas bem-vindos.
O facebook com suas contribuições vem sendo um privilégio!
Mas há um fucking excesso que preciso limitar e não sei por onde.

Autora: Jansy B S Mello